Autora


Nayla. Um nome um tanto incomum. Surgiu da ideia mirabolante que minha mãe teve de homenagear a música, sua grande paixão, e nomear a filha inspirada numa das valsas de Delibes que quase ninguém conhece.

Perdi a conta de quantos blogs e quantas descrições sobre mim mesma criei, mas a essência é a mesma. Na verdade, já posso começar (não já fiz isso?) dizendo que adoro observar a essência das pessoas. E adoro conhecer as coisas, especialmente pela leitura.

Aos 9 anos de idade decidi que seria uma editora de uma revista feminina. Alguns desvios no caminho e uns atalhos pulados, 11 anos depois continuo com a ideia na cabeça e só vou sossegar ao chegar lá. No momento estudo Jornalismo e trabalho como editora/redatora/administradora na área de webjornalismo.

Como uma boa taurina (não que eu siga ou acredite piamente em tudo sobre signos and stuff), adoro conforto, segurança, boa comida e calmaria. Raramente troco meu sábado à noite em casa assistindo filme e devorando uma pizza por um sábado na balada com amigos. Entretanto, dou um pulo fácil se a oferta for um sábado (qualquer dia, na verdade) viajando para um lugar novo.

Tenho aptidão para aprender línguas facilmente e uma das minhas maiores aspirações para a vida é ser poliglota (portanto vai aparecer algumas palavrinhas em outras línguas aqui). Espero viajar bastante ao redor do mundo, especialmente para aqueles lugares com história, calmaria, castelos, frio e paisagens que fazem a gente parar no tempo e contemplar a vida (ultimamente qualquer momento me faz ficar assim, na verdade).


Recentemente apaixonada demais para blogar, mas tentando. 

Para saber mais, é só acompanhar :)

Postagem em destaque

Wonder Fashion

Faz uns meses que encontrei no Lookbook uma blogueira com um estilo magnífico e, incrivelmente, bastante parecido com o meu. Dona d...